FIQUE POR DENTROdas Notícias

Dica do Buza!

  • maio 26, 2020
  • Emerson Melo
Dica do Buza!

“Aqui vou dar algumas dicas de como verificar os principais componentes da sua bicicleta para garantir que esteja tudo ok, e garantir que nada vai atrapalhar seu treino, passeio ou prova.

Se possível, coloque a bike limpa em um cavalete ou pendure-a de alguma forma que possa trocar as marchas, caso precise limpar a relação antes do check up, use o Desengraxante Spray Solifes com um pincel ou flanela, faça a limpeza das roldanas do câmbio traseiro, cassete, corrente e pedivela para garantir uma melhor troca de marchas.”

Calibragem dos Pneus

Calibre os pneus Certifique-se da calibragem ideal para os pneus (marcada na lateral do pneu, por exemplo: 35 psi a 65 psi). Para não perder tração e ter mais controle da bike em terrenos acidentados com raízes e pedras soltas, calibre os pneus com a calibragem mínima indicada pelo fabricante do pneu. Caso esteja usando fita anti-furo, certifique que as extremidades da fita estejam arredondadas. Com o tempo esta fita acaba ressecando e as pontas criam um pequeno atrito com a câmara, o que pode gerar um furo.

__

Verificação dos Freios

Verifique as pastilhas ou sapatas de freio Quando a manete do freio está baixa e você sente que está sem potência de frenagem, é sinal que as pastilhas já estão gastas. Se a pastilha estiver gasta como a da imagem, já está na hora de trocá-las. Caso esteja usando freios de sistema V-brake ou tipo ferradura, observe se as sapatas estão bem alinhadas e não estão em contato com o pneu, fique atento a barulhos no sistema de freios, estalos, ruídos, etc… Geralmente pode ser um aviso que algo pode estar errado.

Limpe os discos de freio com um pano limpo e álcool isopropílico, ou limpa freios, limpe toda superfície onde a pastilha fica em contato com o disco. Isto vai melhorar o desempenho do seu freio.

__

Conferência das Rodas

Verifique o alinhamento das rodas com a bike suspensa, gire a roda e verifique se ela está desalinhada, caso positivo leve sua bike em uma oficina especializada para que um mecânico realize este serviço. Se estiver faltando algum raio porque quebrou ou caiu por falta de aperto, não use a bike até que seja instalado um novo raio e seja feita a centragem.

__

Revise a tração

Verifique a troca de marchas ainda com a bike suspensa, verifique a precisão da troca das marchas. Caso alguma marcha esteja passando com dificuldade, você tem o recurso dos limitadores dos câmbios para dar uma melhorada na passada das marchas. Caso você não saiba usar os limitadores, não insista na tentativa e deixe este serviço para um mecânico especializado.

__

Calibragem da suspensão

Verifique a calibragem da suspensão dianteira e o Shock, normalmente há uma tabela de especificação que combina o seu peso em uma determinada calibragem (colada na lateral da suspensão ou amortecedor). Caso não tenha na suspensão, verifique no manual e siga as instruções do fabricante.

__

A lubrificação correta prolonga a vida útil do equipamento

Lubrifique a corrente com óleo específico para bicicletas, eu por exemplo uso óleo Hiper Lubrificante Xtreme Solifes, faça aplicação no mínimo 30 minutos antes do uso da bicicleta.

Não exagere na quantidade de óleo, pois a corrente não precisa estar encharcada. Outra boa dica é pedir para que seja medido o nível de desgaste da corrente (a sua oficina provavelmente terá uma ferramenta específica para isto).

__

Confira os apertos dos parafusos

Verifique a mesa, manetes, canote, selim, câmbios, pedivela, pedais, trocadores, calipers e cabos de marchas; mas somente aperte se algum parafuso estiver solto. Caso esteja apertado, não aperte mais, pois estes itens possuem torque específico. Muitas destas peças contêm nelas mesmas a indicação de torque.

__

Kit de emergência

É de extrema importância levar sempre um kit de emergência, com reparos e ferramentas que deve conter canivete com chaves allen e extrator de corrente, espátula para a remoção do pneu, remendo rápido, espaguete para pneu tubelles, uma câmara de reserva, CO2, ar comprimido ou uma bomba, recomendo também levar um sachê de Sport Derme Endue Chamois para aplicar na região íntima, caso tenha algum desconforto, ou assaduras durante o pedal.

__

Teste sua magrela na rua da sua casa

Teste a bike antes do passeio dê uma volta com sua bike antes de sair para um pedal mais longo, troque as marchas, verifique os eixos das rodas se estão bem fixados, teste os freios, fique atento a ruídos e estalos no movimento central e caixa de direção. Caso estranhe algum ruído ou estalo, leve a bike a uma oficina para o mecânico fazer a manutenção necessária.

ATENÇÃO:

Estas verificações não substituem revisões periódicas por um profissional com uso de ferramentas específicas como o torquímetro (ferramenta que dá aperto com precisão) e a substituição de peças desgastadas como cabos, conduítes e câmaras com um bom tempo de uso; que mesmo quando não foram furadas, ressecam. As suspensões, shocks necessitam de manutenções periódicas com trocas de óleo, retentores e orings; pois com o uso frequente acaba entrando água e terra, o que desgasta orings e peças internas da suspensão. É aconselhável fazer uma revisão mais básica nos shocks e suspensões a cada 50h horas de uso, e uma manutenção completa com troca de óleo e kits de reparos com 200h de uso, ou de acordo com a indicação do fabricante de cada componente.

APÓS A REVISÃO, É SO CURTIR SUA PEDALADA COM TRANQUILIDADE!!!!

Mecânico: Márcio Buzanello

Loja: Bike Garden Porto Alegre – RS